Lá nas nuvens…

la_na_nuvem

Estar nas nuvens, mesmo que dentro do avião, é como estar em paz, apesar de estar vivendo um turbilhão!

Olho pela janela e vejo uma imensidão de branco, um infinitivo de nada, um azul incomparável, misturado a uma paz que não sei de onde vem. Uma luz que aparece bem no além e uma calma que, inexplicavelmente, me transforma em alguém.

Alguém que quer tentar, que quer vencer, que tem esperança e acredita no amanhã! Que sonha alto, que não desiste, que não se abate, mas que só dentro de mim existe!

Lá na frente o piloto anuncia a chuva que nos impede de pousar. Olho pela janela e vejo o sol que insiste em brilhar! Cenários controversos, tanto quanto meus pensamentos. Vejo céu, vejo terra, vejo mar e infinito. Daqui tudo parece calmo e bonito. Meu pensamento voa e vai além do que posso controlar. Vai a lugares diferentes da realidade que me espera ao aterrissar.

E aí eu paro e penso: pensamentos criam forma!!! Pensamentos são lugares!!! Onde queremos estar? Qual forma queremos tomar? E para onde queremos ir? Só sei que de pensamentos bons, desses sim eu aceito me definir!

Crie sonhos. Alimente-os como uma criança e os faça tomar forma e crescer. Olhe pela janela e veja nuvens. E enxergue no horizonte aquela pessoa que você sempre sonhou ser!

Aline Ribeiro.

Você só pede ou também agradece?

agradecer

Você é desses que ao mínimo apuro se pega pedindo ajuda a Deus? Que vai à missa, ao culto, ao terreiro, ao centro ou ao altar de casa? Que é devoto de tudo que é força espiritual? Que chora sozinho e pede forças ao “invisível” para suportar? Que reza pelos que já se foram e pelos que aqui ficaram?

Eu sou! Sou muito dessas! E acho que devemos ser assim mesmo! Rezar nunca é demais. Pedir ajuda é necessário. Ter alguma fé é imprescindível. É o que nos sustenta, o que nos alimenta a alma, o que nos revigora todos os dias. É saber que não estamos sozinhos e que temos a quem recorrer em todos os momentos.

A pergunta é: você só pede ou também agradece?

Pare por 10 segundos e lembre o último momento em que pediu uma ajuda espiritual.

Pare por mais 10 segundos e lembre o último momento em que agradeceu (de verdade! de coração!) por alguma ajuda espiritual que tenha recebido.

Os primeiros 10 segundos são mais do que suficientes, né? Já os outros 10 nos parecem pouco! Temos essa péssima mania de só pedir e de nunca agradecer! Em tudo! Com todos! Quantas vezes você pede algo a um atendente numa loja ou ao seu parceiro no trabalho ou aos seus pais ou aos seus irmãos e nunca agradece em troca? Quantas vezes? As pessoas não sabem o que é agradecer! E se é da natureza (ou educação) humana não agradecer quando estamos vendo a pessoa, imagina com algo que não podemos ver!!!

Nesse caso, não sou dessas! Não sejam desses também! Agradeçam! Por gratidão! Se não for por gratidão, agradeçam por educação! Estejamos sempre alertas e dispostos a não somente pedir, mas também a agradecer por tudo o que nos acontece! Sejam boas ou ruins as coisas. Agradecer a tudo e a todos é fundamental. As coisas boas são sempre bem vindas e as ruins, mesmo que seja difícil entender no momento, nos trazem a oportunidade de aprendizado. E por aprendizado, devemos sempre ser gratos.

Agradeço a Deus todas as coisas que consegui em minha vida, agradeço por meus amigos, pela minha família, pela minha saúde e por ser a pessoa que eu sou. Agradeço, também, por ter me dado o gosto pela escrita e por ter sempre um espaço onde, com minhas palavras, já pude ajudar muita gente e já fui ajudada por muitas outras. Obrigada, Senhor, por essa benção!

Aline Ribeiro.