Nossas vontades

ir_embora

Às vezes a gente se sente assim: nem lá nem cá, meio assim assado, meio sem saber de nada. Uma vontade louca de não sei o que. Um dia para fazer qualquer coisa. Uma vida para dizer que valeu a pena! Abrir o armário e jogar a mala aberta na cama, sem muito critério enchê-la de roupas e sair pela porta para não sei onde e não sei com quem! Quem nunca quis surtar dessa maneira? Ou seria: quem nunca quis viver dessa maneira? Ou seria: viver surtada? Nessa loucura sem rumo, com rumo à felicidade acompanhada? Continue lendo “Nossas vontades”

Uma vez me disseram…

Uma vez me disseram o quanto era complicado crescer. E eu duvidei. Uma vez me disseram o quanto era complicado tomar decisões. E eu duvidei. Uma vez me disseram o quanto era complicado viver a vida adulta. E eu duvidei. Mas o tempo passou e com ele percebi o quanto cresci, a quantidade de decisões que já tomei e as milhares que ainda vêm pela frente. E descobri que ser adulta ainda vai muito além do que eu imaginava quando me disseram simplesmente que tudo era complicado. Continue lendo “Uma vez me disseram…”