Não seja o seu próprio inimigo!

Já parou para avaliar o quanto você afasta as pessoas à sua volta? Já parou para avaliar o quanto você julga o outro e não olha para o seu próprio umbigo? Já parou para avaliar o quanto se achar sempre na razão, só está te levando para um buraco escuro e solitário?

Uma briga aqui. Um desentendimento ali. Uma chateação a mais no dia. Um disse-me-disse sem sentido. Um sentimento guardado sem razão de ser. Pensamentos aleatórios de coisas que nem realmente estão acontecendo. Uma certeza de que algo está errado, enquanto o mundo está somente andando e você pirando.

Tudo é motivo para argumentar. Tudo é motivo para se irritar. Tudo é motivo para achar o outro errado. Tudo é motivo para, mesmo que involuntariamente, levar para longe tudo e todos! O outro sempre está errado. Você sempre está certa. E mesmo quando você sabe que está errada, no esquema da autossabotagem, inventa um motivo bobo para “colocar a culpa” no outro e passar a ser a certa.

E onde isso tudo está te levando? Para o abismo! Sozinha! Sem ninguém! Porque todos sempre têm um “problema”. Todos sempre são chatos. Todos sempre te incomodam com alguma coisa, mesmo que ínfima, mas que você torna enorme e pesada.

Talvez se colocar no lugar do outro ajudasse. Ajudasse a entender os motivos, as desculpas, os argumentos. Mas para que se colocar no lugar se você pode continuar se achando certa e se mantendo no “seu pedestal”?

Repense! Isso não é saudável!

A vida é curta. A vida passa e muitas vezes nem percebemos as coisas que andam acontecendo, de tão rápidas que elas estão se mostrando. A vida não perdoa se você ficar “dormindo no ponto”. Guarde menos rancor. Se preocupe com coisas mais sérias. Fique chateada pelo o que realmente importa. Brigue com quem mereça todo esse seu esforço. Pare de falar com quem não está te agregando nada. Não vire as costas para pessoas que estão simplesmente felizes enquanto você cria histórias na sua cabeça. Não despeje em ninguém suas amarguras diárias sem a mínima necessidade. Não seja a erva daninha que as pessoas, aos poucos, vão querendo ver longe.

Por fim, não faça tempestade onde o sol quer nascer! A vida é muito melhor quando se tem pessoas por perto. Quando se está sempre sozinha, a gente vira a própria tempestade e afasta até a vontade do sol de querer se manisfestar na gente! Não seja aquilo que você mesma critica em todo mundo. Todos estão vendo. Só você que insiste em se manter de olho fechado e ignorando os sinais da vida. Não faça tempestade onde o sol quer nascer! Busque ser o sol! Você vai aprender a ser mais feliz!

Aline Ribeiro.

Nossas vontades

ir_embora

Às vezes a gente se sente assim: nem lá nem cá, meio assim assado, meio sem saber de nada. Uma vontade louca de não sei o que. Um dia para fazer qualquer coisa. Uma vida para dizer que valeu a pena! Abrir o armário e jogar a mala aberta na cama, sem muito critério enchê-la de roupas e sair pela porta para não sei onde e não sei com quem! Quem nunca quis surtar dessa maneira? Ou seria: quem nunca quis viver dessa maneira? Ou seria: viver surtada? Nessa loucura sem rumo, com rumo à felicidade acompanhada?

Acompanhada de sonhos, acompanhada de ideias, com rascunhos mentais e lembretes sem regras. Uma vida sem medos, sem vergonhas e com liberdade. Viver por viver, sorrir sem motivo e se preocupar somente com o próximo destino à felicidade. Descobrir novos mundos ao redor do mundo e dentro de você! Conhecer novas pessoas, em novas culturas e sem perceber!

Decidir sem certeza, arriscar sem razão, viajar de olhos abertos e ouvir única e exclusivamente o seu coração. Descobrir que é capaz de coisas nunca imagináveis, descobrir que não é tão forte quanto pensava, se importar sem se importar demais e seguir a vida nessa imensidão de aprendizados que só nos damos conta quando enfiamos a cara… a cabeça, os braços, as pernas, o corpo, a mente, o coração… Largar tudo, sem largar. Deixar tudo sem deixar. Ir embora sem partir. A gente é assim, essa mistura sem fim entre saber o que quer e não saber, querer e não querer, arriscar sem arriscar e sonhar sem nunca tentar!

Aline Ribeiro.